Proteína, além do músculo

Suplementação
Como o nutriente beneficia nossa pele, cabelo e unhas

Proteína = músculo ?

Bem, é um pouco mais complicado do que isso, mas sim, o macro nutriente é essencial para o crescimento muscular, força e reparo.
Entendemos que em nossa cultura moderna, onde a academia se tornou onipresente, a maioria das pessoas vê a proteína, e certamente os shakes, apenas como algo para ajudar a alimentar seus músculos. Mas você pode não saber que o consumo de proteínas está atendendo a uma grande variedade de outras necessidades corporais.

Como a proteína beneficia nossa pele, cabelo e unhas

Nossa pele, cabelo e unhas são afetados pelo que comemos. Quando estamos comendo uma dieta pouco saudável, isso afeta nosso colágeno, queratina e elastina, três das proteínas mais abundantes em nossos corpos, o que, por sua vez, afeta a saúde de nossa pele, cabelos e unhas. Quando consumimos alimentos, nossos corpos os decompõem em seus componentes utilizáveis, extraindo vitaminas e minerais, convertendo açúcares em energia e utilizando proteínas para reparar e reconstruir tecidos de músculos, pele e órgãos.

A proteína é encontrada em todas as células vivas do nosso corpo, compostas de aminoácidos, os blocos de construção de todas as células. Precisamos dos aminoácidos essenciais para uma ótima saúde e, neste caso, para nossa pele, cabelos e unhas. Os aminoácidos são encontrados em alimentos totalmente naturais em quantidades variadas. Aqui na Form, damos preferência a fontes de proteína à base de plantas que podem oferecer fibras alimentares que ajudam nosso intestino a funcionar melhor, bem como ômega-3, antioxidantes e micronutrientes que melhoram a saúde de nossa pele, cabelo e unhas.
Existe um mito de que você precisa combinar feijão e grãos para ter um perfil completo de aminoácidos, mas a verdade é que, desde que você esteja ingerindo calorias, proteínas e outros nutrientes importantes suficientes, você não precisa se preocupar em tentar conscientemente combine as proteínas para torná-lo “completo” à medida que seu corpo combina e recicla aminoácidos à medida que os processa.

Proteína e cabelos saudáveis

O cabelo é composto principalmente de uma proteína chamada queratina, que também é a proteína estrutural encontrada em nossas unhas e pele. Quando estamos ingerindo poucas calorias e proteínas, ou ingerindo uma dieta pouco saudável, porque a saúde do nosso cabelo, pele e unhas não é a prioridade do nosso corpo, isso fará com que nosso corpo priorize outras funções, levando ao crescimento lento do cabelo, bem como cabelos secos, quebradiços e fracos. A restrição calórica prolongada também levará à perda de cabelo.

Proteína e unhas

As condições das unhas, como unhas secas e quebradiças, crescimento lento, bem como coisas como unhas em forma de colher, sulcos e descoloração das unhas, são sinais indicadores de deficiências nutricionais e podem até indicar doenças crônicas e outras condições (com condições de unhas mais graves, é aconselhável procurar ajuda médica).

Para cuidar das unhas em geral, o conselho é o mesmo que cuidar do cabelo, pois as unhas também são feitas de queratina. Sem consumir proteína adequada, o corpo não terá os blocos de construção adequados para criar unhas fortes e saudáveis.

Outro mineral a ser observado é a sílica, que é um dos minerais mais importantes para a saúde das unhas, com estudos mostrando que unhas macias e quebradiças podem indicar uma deficiência de sílica. 

Referencias: 1) Mangels A, Bone nutrients for vegetarians, The American Journal of Clinical Nutrition, Volume 100, Issue suppl_1, July 2014, https://academic.oup.com/ajcn/article/100/suppl_1/469S/4576666 2) ​​Boyera N, Galey I, Bernard BA. Effect of vitamin C and its derivatives on collagen synthesis and cross-linking by normal human fibroblasts. Int J Cosmet Sci. Jun 1998, https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/18505499/ 3) Peterkofsky B. Ascorbate requirement for hydroxylation and secretion of procollagen: relationship to inhibition of collagen synthesis in scurvy. Am J Clin Nutr. Dec 1991, https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/1720597/ 4) B C Melnik. Diet in acne: Further evidence for the role of nutrient signalling in acne pathogenesis. Acta Derm. Venereol. 2010, https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22419445/ 5) Penso, L, Touvier, M, Deschasaux, M, Hercberg, S, Ezzedine, K and Sbidian, E. Association between adult acne and dietary behaviors: Findings from the NutriNet-Santé Prospective Cohort Study. JAMA Dermatology,156(8), 2020, jamanetwork.com/journals/jamadermatology/article-abstract/2767075 6) Ben Amitai, D. and Laron, Z. Effect of insulin‐like growth factor‐1 deficiency or administration on the occurrence of acne. Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology, 25(8), 2011, onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1468-3083.2010.03896.x 7) Araújo LA, Addor F, Campos PM. Use of silicon for skin and hair care: an approach of chemical forms available and efficacy. An Bras Dermatol. 2016, https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4938278/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.